Autoria nas escolas da RME!

Na fria tarde do décimo dia do mês de junho, um precioso momento de reconhecimento do trabalho de dois alunos de nossa Rede municipal aconteceu. Em um auditório praticamente lotado com familiares, membros das escolas e assessorias da SMED, Samuel e Ricardo, das escolas de ensino fundamental Saint Hilaire e Afonso Guerreiro Lima, respectivamente, receberam o reconhecimento e os prêmios que o concurso de redação proposto pela SMED lhes oportunizou.

Este concurso proposto a partir do “Tour da Taça Copa do Mundo da Fifa”, realizado em abril, no Barra Shopping Sul, o qual as escolas da Rede municipal participaram serviu de motivação para a escrita desses aos alunos. Convidados a tornaram-se autores de seus próprios textos sobre o evento eles não decepcionaram. Autoria que mobilizou sonhos, muita vontade de vencer e emoções.

Nesse movimento de produção textual estimulada por suas professoras de Língua Portuguesa e demais profissionais envolvidos no processo de ensino e aprendizagem das escolas, cada vencedor recebeu dois ingressos para o jogo entre Austrália e Holanda, que ocorrerá no Estádio Beira-Rio, em 18 de junho, e uma Brazuca, a bola oficial da Copa 2014. Também suas escolas foram beneficiadas com um cheque de R$ 8 mil para investir em estruturas esportivas.

As redações que foram destaque na avaliação da comissão que realizou as leituras e apontou as vencedoras, serão publicadas em uma edição especial da Revista virtual AgoraTeen publicada através da ação Autoria Digital da Assessoria de Inclusão Digital da SMED.

ImagemImagem

Por Jacqueline Aguiar

Anúncios
Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Projeto Mídias Escolares!

O projeto de Mídias Escolares da Secretaria Municipal de Educação de Porto Alegre é uma iniciativa da Assessoria de Inclusão Digital e compreende duas ações instituídas: Alem Rede  e Autoria Digital. Essas duas ações que na prática são integradas e complementares, buscam promover a ampliação de capacidade comunicativa oral e escrita, formação de sujeitos autores, ampliação de relações positivas entre aluno-aluno e alunos-professores, ampliação da fluência digital de todos os envolvidos: alunos, professores e comunidade escolar como um todo, autonomia para reflexão, entre outras tantas possibilidades que se desdobram.

Através da realização de entrevistas, registros fotográficos, fílmicos e toda a construção escrita que se dá antes e depois do evento, em meios digitais: como blogs, sites e revistas virtuais ou em meios físicos: nas laudas de entrevistas, nas pautas articuladas e nos cadernos das salas de aula, a formação de uma identidade valorizada, participativa, reflexiva, verdadeiramente autora, se constrói!

Hoje o projeto compreende 19 oficinas instituídas nas escolas municipais atendendo cerca de 1140 alunos de forma direta, sem contar o alcance indireto que as ações mobilizadoras destes grupos proporcionam. A valorização que a cobertura midiática e educomunicativa promove dentro dos espaços escolares atinge não apenas quem está no evento, como equipe de reportagem, mas também toda a escola, atribuindo-lhe valores significativos.

Através de esforços empenhados nessas ações:  AlemRede e Autoria Digital o projeto de Mídias Escolares da SMED ganha força e legitimidade. O que se espera é ampliar cada vez mais o alcance e a parceria de alunos, professores e assessoria, para juntos, construirmos cada vez mais espaços de livre expressão e sujeitos capazes de constituir discursos autorais e críticos.

Conheça nossos veículos:

http://alemrede.blogspot.com.br/

http://websmed.portoalegre.rs.gov.br/escolas/revistavirtualagora/

http://issuu.com/autoriadigital/docs/teen

Por Jacqueline Aguiar

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Projeto “Mídias Escolares” no FISL 15

Mais uma vez o projeto “Mídias Escolares” da Assessoria de Inclusão Digital  ganha destaque.  No envento realizado na última semana os alunos das EMEF Presidente Vargas e EMEF Morro da Cruz se destacaram com a cobertura realizada no 15º Fórum Internacional do Software Livre. 

Sem medo de me tornar repetitiva digo que vale a pena conhecer o trabalho desta gurizada e dos professores que a cada dia ampliam mais suas fluências digitais, linguísticas e comunicativas, pelas ações AlemRede e Autoria Digital que fazem parte do  projeto.

O projeto de Mídias Escolares da Assessoria de Inclusão Digital da SMED compreende ações de ampliação de capacidade comunicativa oral e escrita, formação de sujeitos autores, ampliação de relações positivas entre aluno-aluno e aluno-professores, entre outras tantas possibilidades que se desdobram . Através da realização de entrevistas, registros fotográficos, fílmicos e toda a construção escrita que se dá antes e depois do evento, a formação de uma identidade valorizada, participativa, verdadeiramente autora, se dá!

Através de esforços empenhados nas ações AlemRede e Autoria Digital o projeto de Mídias Escolares da SMED ganha força e legitimidade. O que se espera é ampliar cada vez mais o alcance e a parceria de alunos, professores e assessoria, para juntos, construirmos cada vez mais espaços de livre expressão.

Por Jacqueline Aguiar

Link | Publicado em por | Deixe um comentário

Com a palavra: OS ALUNOS!

Alunos da EMEF Morro da Cruz gravam entrevista para a TV Software Livre, veículo oficial de cobertura do FISL 15.

Vídeo | Publicado em por | Deixe um comentário

Falando sobre o FISL

Reportagem publicada no site da Secretaria Municipal de Educação de Porto Alegre em 09/05/2014.

 

Imagem

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

A SMED no FISL – Dia de falar!

Hoje a expectativa para o dia era de uma participação mais tranquila da Secretaria Municipal de Educação, através da assessoria de Inclusão Digital, uma vez que o que constava na agenda era a realização de uma palestra sobre o Uso de Software Livre em 28 escolas da rede. Palestra essa que seria realizada pelas professoras Cristina Pereira Lima Santos, Daniela Bortolon da Silva, Denise Pinheiro Alves e por mim, Jacqueline Aguiar. Ou seja, não estava prevista a presença de alunos na atividade, nem mesmo de estagiários ou de demais colegas professores da rede, fator este que sempre nos envolve e provoca uma organização mais atenta aos detalhes, por parte da equipe. Para hoje, no entanto, uma vez que a palestra já estava devidamente planejada, não havia qualquer motivo para ansiedade ou preocupações de qualquer ordem. Era apenas chegar e realizar a fala.

 

No entanto, o que aconteceu no momento da palestra superou imensamente essas expectativas iniciais. Contar com uma sala lotada de educadores curiosos para conhecer a proposta de ação pedagógica que elaboramos e temos tido a oportunidade de colocar em prática, com a finalidade de qualificar cada vez mais o uso das tecnologias livres, foi muito gratificante.

 

Encontrar adesão e empatia em cada rosto ali presente nos fez perceber que estamos no caminho certo. Falar das estratégias que pensamos desde o momento da adesão, da seleção de escolas, da preparação técnico-estrutural para a instalação dos laboratórios, passando pelas ações de aproximação e capacitação de nossos professores a respeito do conceito e do uso do software livre, oportunizou que cada pessoa sentada naquele espaço se identificasse.

 

Demonstrar o quanto foi importante respeitar os tempos de cada sujeito, aproximar a realidade das equipes diretivas e pedagógicas das escolas a essa nova tecnologia, e principalmente colocar em prática ações presenciais e virtuais de formação continuada de professores, atribuíram legitimidade a todo o processo.

 

A oferta de um curso livre de 20 horas, realizado em Ambiente Virtual de Aprendizagem escolhido e configurado especificamente para acolher os professores de nossas escolas, bem como material instrucional desenvolvido com uso de imagens, videos, tutoriais entre outros tantos recursos que a arquitetura da EAD congrega; somado ao movimento presencial de reunir todos os envolvidos em um grupo de usuários denominado “Linux Compartilhando” foi muito elogiado pelo público que assistia o evento. A democratização da informação, a horizontalidade das ações, a pesquisa e o compartilhamento do conhecimento humano presentes nessa iniciativa, também foram destaque.

 

Foi realmente um momento muito rico, onde nossa fala impactou positivamente. É maravilhoso ver que o trabalho que estruturamos com tanto cuidado e planejamento pedagógico realmente encanta outros educadores! Parabéns a Cristina, Daniela, Denise, a mim também, pela fala consistente e fundamenta na prática. Parabéns a todos os professores, alunos e estagiários que diariamente constroem esse caminho conosco. E principalmente parabéns à secretária de Educação Cleci Jurach que com atitudes de confiança e constante apoio à equipe, permite que esse caminho seja trilhado.

 

Por Jacqueline Aguiar

 

Imagem

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Segundo dia de FISL: muita coisa boa!

Se apenas fôssemos participar do FISL como ouvintes, já seria uma experiência maravilhosa. Mas para nossa grata alegria temos caminhada e trabalhos afins com o conceito e com a ideologia livre. Vinte e oito escolas de nossa rede municipal possuem laboratórios com Linux Educacional. Em uma conta rápida, e apenas aproximada, podemos estimar que são mais de vinte mil alunos vivendo a experiência de conviver com a liberdade tecnológica todos os dias. Um argumento realmente importante que em si só já legitimaria a nossa estada no evento.

No entanto, há ainda o nosso grupo de usuários “Linux Compartilhando” que reúne presencial e virtualmente professores, alunos e estagiários, que juntos estão fazendo história, pois discutem, experimentam e compartilham ideias e soluções, disponibilizando tudo que aprendem na comunidade. É realmente uma experiência de compartilhamento de saberes, em uma relação democratizada e horizontal.

E como aspecto final a ser apontado, como cereja desse maravilhoso bolo da construção colaborativa de saberes, temos nossos projetos de Mídias Escolares que estimulam a criação de um sujeito linguístico autônomo e competente, capaz de falar, de escrever, de retratar, de editar, entre outras tantas possibilidades,  enfim , um sujeito protagonista e totalmente convergente e contemporâneo.

E o que tem nos dado mais tranquilidade é que todas essas ações “combinam” perfeitamente com o FISL.

Realmente é muito estimulante ver todas as ações em que a Assessoria de Inclusão Digital acredita e trabalha, sendo colocadas em evidência, e principalmente, tendo tanta legitimidade.

Parabéns essencialmente aos professores e aos alunos que fazem isso tudo acontecer!

ImagemPor Jacqueline Aguiar

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário